Tracking de Email

Aspectos e Fundamentos de Orixás

Como Fazer Para Ter o Axé de Ogum?

Não são poucas as pessoas que conseguem grandes transformações em suas vidas, através do Axé do Orixá Ogum – Ogun.

Orunmila é testemunho de todos os destinos, Oxalá é o criador do ser humano… Entretanto, não podemos esquecer que… 

Ogum é quem abre os caminhos para que as coisas aconteçam, principalmente, vitórias, trabalho e dinheiro.

Então, como fazer para conseguir a ajuda do Orixá Ogun?           

Como despertar o Axé dessa energia tão poderosa?

No Candomblé  as Orin ( cantigas ), os Orikis ( rezas ) são empregados para evocar a energia do Orixá.

Sim, Orikis de Ogum – Ogun…

Os Orikis não são muito conhecidos. Muitos Iniciados desconhecem os Orikis, e o poder que essas rezas possuem para evocar o Orixá.

São “rezas” poderosas, com muito mais poder de evocação que as Orins ( cantadas no Xire).

Recitar Orikis de Ogun diante do assentamento ou no momento de uma Oferenda, é a forma mais eficaz de evocar a energia do Orixá Ogun.

 

Assim como os Orikis, as Orin, Adura, Gbadura e Ijala, também são formas usadas para evocar um Orixá, só que com menor poder de evocação que os Orikis.

Para que entenda melhor: Orikis, Orins, Aduras, Gbaduras e Ijalas, são “rezas” usadas para trazer a energia do Orixá: para saudar pela manhã, ou no momento de uma oferenda, enfim, quando desejar chamá-lo.

Com o Orixá já presente, ali, naquele momento, começamos uma espécie de convesa com ele, onde agradecemos e fazemos nossos pedidos. Essa conversa, para que você entenda melhor, é o que poderia ser chamada de “oração”.

Usei as palavras “reza” e “oração”, apenas para facilitar o seu entendimento. Sendo o objetivo principal dessa mensagem, destacar a importância e a  eficácia dos Orikis na evocação de um Orixá, em especial de Ogum, que é o Orixá mais reverenciado dentre todos os outros.

 

Ogun moye!




Comments

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>